Como usar certificado digital na declaração do Imposto de Renda?

Até o dia 31 de maio, cerca de 35 milhões de brasileiros devem entregar a declaração do Imposto de Renda para a Receita Federal

A declaração é obrigatória para os contribuintes que tiveram rendimentos tributáveis com valor superior a R$28.559,70 em 2021 e trabalhadores rurais com receita bruta superior a R$142.798,50.

Também deve preencher a declaração quem tem rendimentos isentos não tributáveis, ou tributados exclusivamente na fonte, que sejam superiores a R$40 mil; bens com valores superiores a R$300 mil ou obteve ganho em movimentações na bolsa de valores. 

Outros contribuintes que se encaixam nas regras são aqueles que obtiveram rendimentos decorrentes da venda de bens e/ou optaram pela isenção do imposto na compra e venda de imóveis no ano fiscal anterior. 

Entenda melhor!

Como preencher a declaração do imposto de renda?

Para preencher a declaração, basta baixar e acessar o programa do Imposto de Renda, disponível para download no site da Receita Federal, e seguir o passo a passo indicado. 

O contribuinte deverá informar dados como nome completo, CPF, título de eleitor, comprovante de residência e dados bancários, bem como anexar a última declaração de ajuste anual do IR e dados de dependentes, cônjuges, filhos, etc. 

Também são solicitados informes de rendimentos e outros comprovantes caso a caso, tudo para que o sistema possa fazer os cálculos e informar valores a serem pagos ou restituições a receber dentro do próximo ano. 

Muitas pessoas têm receio na hora de preencher a declaração do IR, pois são muitos dados solicitados e qualquer erro ou omissão de valores pode levar o contribuinte a cair na malha fina e se prejudicar junto ao fisco. 

As sanções para quem comete esse tipo de infração na hora de preencher a declaração são severas, podendo variar entre multas, bloqueio do CPF e até processos por sonegação fiscal.

Mas você sabia que existe uma forma de facilitar esse processo, evitar erros e ainda economizar tempo? 

É isso mesmo! Basta utilizar um certificado digital do tipo e-CPF, que valida a identidade do usuário no meio digital e permite acesso a ambientes virtuais como o e-CAC, que será necessário para o processo da declaração facilitada. 

Veja abaixo mais instruções sobre como utilizar o certificado digital na declaração do Imposto de Renda

Como usar o certificado digital?

Os certificados digitais funcionam por meio de uma chave criptográfica que assegura a identidade do usuário em operações feitas no meio virtual, permitindo a assinatura digital de documentos e a realização de transações bancárias e obrigações fiscais e legais. 

No Imposto de Renda, ao utilizar o certificado digital, o usuário pode acessar o portal  e-CAC, onde está disponível para download a declaração pré-preenchida do IR

Como o próprio nome diz, o documento já conta com informações de rendimentos, deduções, débitos relacionados ao tributo, entre outros.

Portanto, basta baixar, corrigir possíveis divergências e enviar a documentação, muito mais prático do que preencher tudo manualmente. 

Para utilizar essa documentação, basta seguir o seguinte passo a passo: 

  1. Faça o login no portal do e-CAC em uma máquina na qual seja possível utilizar o e-CPF, esteja ele instalado ou conectado;
  2. Clique em “Declarações e Demonstrativos; “Meu Imposto de Renda” e, no campo “Declaração”, selecione a opção “Preencher Declaração Online”;
  3. Clique no “+” e selecione a opção “Importar Declaração Pré-preenchida”;
  4. Então, é só revisar o documento, fazer as alterações necessárias e enviar. 

Quem prefere utilizar o programa do IR deve fazer login conforme indicado no site da Receita e, no campo “Declarações e demonstrativos”, selecionar a opção “Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF)”. 

Após isso, clique em “Baixar Declaração Pré-preenchida”, e uma nova tela irá se abrir. Neste ponto, clique em “Recuperar” e faça o download utilizando o botão de baixar arquivo, que fica no canto superior direito. 

Abra o programa do IR, selecione “Importar Declaração Pré-preenchida”, crie a senha e a confirmação de segurança solicitadas e faça o upload do arquivo da declaração. 

Outras vantagens

Além da facilidade na hora do preenchimento da declaração, o contribuinte que opta pelo uso do certificado digital pode também ter acesso a um extrato detalhado que mostra possíveis pendências e permite correções antes de notificações da Receita. 

Outro ponto positivo é que o contribuinte pode optar pelo certificado digital do tipo que preferir e melhor se encaixar em seu orçamento, seja do certificado tipo A1, que tem validade de 1 ano, ou do certificado tipo A3, cuja duração é de até 3 anos. 

Com relação ao formato da mídia, os certificados digitais A1 ficam salvos e prontos para utilização em uma chave instalada em computadores ou smartphones, enquanto a versão A3 pode ser adquirida no formato de cartões ou tokens. 

Onde emitir certificado digital?

Para ter um certificado digital é preciso fazer a solicitação para uma Autoridade Certificadora reconhecida pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação e que emita os documentos seguindo as diretrizes da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil)

Por isso, se você busca por certificados digitais, conte com a Polomasther que, há mais de uma década, atua com excelência, agilidade e eficiência no ramo da certificação digital. 

Para saber mais sobre os serviços, acesse nosso site e tire suas dúvidas com nosso atendimento especializado. Será um prazer atender você!

PolomastherComo usar certificado digital na declaração do Imposto de Renda?

Posts relacionados