E-CNPJ pode ser usado para enviar informações do GFIP e eSocial: saiba como fazer!

O e-CNPJ é uma certificação digital que fornece mais segurança para as empresas durante as transações realizadas pela internet. Dentre as várias funcionalidades deste documento está o envio de informações do GFIP e eSocial.

Ambos os sistemas são muito importantes para as organizações do país, portanto, saber como acessá-los e enviar as informações necessárias sobre os colaboradores é essencial para uma rotina mais prática e segura – afinal, todos os assuntos que envolvem a  Receita Federal devem ter atenção dobrada. 

O fato é que sites, aplicativos, sistemas e outros tipos de plataformas precisam aumentar cada vez mais o nível de segurança.

Isso porque as tentativas de hackers e outros ataques estão cada vez mais comuns, ainda mais em plataformas do governo. Por isso, os empreendedores que optarem pela certificação digital conseguem elevar o nível de proteção dos seus dados e ações.

As certificações vieram para substituir outros sistemas de autenticação fáceis de atacar – como o conhecido método de usuário e senha, por exemplo. 

Em casos de empresas optantes pelo Simples Nacional, os certificados digitais são obrigatórios para o envio de algumas informações.

É o caso do e-Social e do GFIP. Embora os empreendedores possam optar por fazer o procedimento com o e-CPF, o mais comum é que eles façam em nome da empresa pelo e-CNPJ.

De qualquer forma, o objetivo é tornar todo o sistema mais seguro contra invasores, alterações de informações e para garantir a integridade/validade jurídica dos processos – assim como os dados das organizações.

A seguir, saiba mais sobre o e-CNPJ, suas aplicações e como utilizá-los para o envio de informações para o programa e-Social e o GFIP. 

Preste suas contas com o governo de forma segura e ainda mais prática. Acompanhe!

E-CNPJ: o que é? Como funciona?

Antes de mais nada, precisamos compreender o que é o e-CNPJ. Somente assim será possível entender como ele pode ser usado para o envio de informações à Receita Federal com tanta segurança.

Basicamente, o e-CNPJ é a versão eletrônica do documento físico CNPJ. 

Ambos atendem às mesmas finalidades e podem ser emitidos a qualquer pessoa jurídica (empresas, corporações e instituições), cuja situação cadastral junto à Receita Federal do Brasil esteja ativa e regularizada.

A diferença é que o e-CPNJ tem algoritmos e um sistema criptográfico com alta capacidade de processamento para garantir total segurança dos dados das empresas. 

O certificado conta com codificações nos documentos que o tornam impossível de hackear e quebrar. Isto é, essa opção é segura e com validade jurídica para:

  • Assinatura de documentos;
  • Comunicações junto à Receita Federal;
  • Acesso ao programa Conectividade Social;
  • Emissão de Notas Fiscais Eletrônicas; 
  • Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica;
  • Entre outras diversas aplicações (assim como o e-CNPJ físico).

Dentre as aplicações, está o envio de informações para órgãos públicos. 

A GFIP, Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social, por exemplo, é o documento que substituiu a antiga Guia de Recolhimento do FGTS – sendo responsável por oferecer informações para o cadastro de remunerações dos segurados da Previdência Social. 

Por outro lado, o e-Social é uma plataforma online do governo que unifica a entrega de 15 obrigações da área trabalhista para empresas e pessoas físicas.

Ou seja, são tarefas importantes para toda organização. 

O e-CNPJ torna esses envios de dados mais fáceis, otimizados e extremamente mais seguros – além de ser obrigatório para as empresas Simples Nacional.

Por estes motivos, entenda como realizar esses procedimentos com o apoio do certificado digital.

Como enviar informações para o e-Social e GFIP com e-CNPJ?

O e-CNPJ servirá para identificar a organização no ambiente virtual. Isto é, ao entrar no site do programa, o empreendedor vai utilizar a certificação para acessar a sua conta, substituindo o processo de colocar login e senha!

Isso vai garantir que é a empresa quem está realizando o envio de informações, dado que é um tipo de acesso 100% seguro, que não pode ser hackeado. 

Então, para fazer esse procedimento, o primeiro passo é adquirir um e-CNPJ com uma Autoridade de Registro de confiança, como a Polomasther.

Depois será preciso escolher qual tipo de certificado você deseja, o A1 ou o A3. 

A primeira opção se dá pelo e-CNPJ armazenado no navegador do empreendedor, podendo ser usado em mais computadores ao mesmo tempo.

Já o A3 se dá pelo e-CNPJ armazenado em uma mídia criptografada – como smart cards, tokens e pen drives. Só pode ser acessado por quem estiver com a mídia em mãos e a senha de acesso.

As duas alternativas são vantajosas. A escolha por uma delas vai depender das necessidades e preferências de cada empresa.

Com a certificação em mãos, é só acessar a plataforma do e-Social ou GFIP, por exemplo, e acessar com o e-CNPJ ao invés de senhas e logins.

Simples assim!

Os certificados digitais são ótimos investimentos por proporcionarem toda segurança necessária para os dados das empresas. Sendo assim, se precisar emitir e-CNPJ ou renová-lo, entre em contato com a Polomasther!

PolomastherE-CNPJ pode ser usado para enviar informações do GFIP e eSocial: saiba como fazer!

Posts relacionados